O bebê nasceu e agora ?

Você passou nove meses organizando o enxoval, o quarto, a mala da maternidade, imaginado com quem o seu filho será mais parecido . Após o parto, foi dominada por um sentimento de felicidade indescritível mas também de um terror absoluto . O bebê nasceu e agora ?

O leite não desce , você tem dor , sono e muito , muito cansaço . Tem que lidar com o seu novo corpo , com o bebê , com o marido e todos os pitacos do mundo .

Os hormônios baixam , e a sensação de medo com um toque de melancolia pode surgir . Crises de choro sem razão aparente podem atrapalhar o seu dia e deixá-la confusa .

Por que não estou feliz ?

“Como assim estou triste se tenho um bebê saudável nos meus braços? Que tipo de mãe eu sou?”, pensamentos como esses podem invadir a sua mente, mas saiba que isso não a torna uma mãe horrível ou que você não ame seu bebê .

Esse fenômeno, conhecido como Baby Blues, não é raro, mas é passageiro, fique tranquila . É causado pela forte oscilação hormonal que afeta o corpo da mulher assim que o bebê nasce.

O primeiro passo, para você e as pessoas que a cercam, é entender que esta reação está longe de ser uma frescura ou fraqueza. É um comportamento involuntário.

O que é normal no pós – parto ?

Os sintomas mais comuns são :

– Choro constante ou choro sem motivo aparente.

– Mudança de apetite (para mais ou para menos).

– Impaciência.

– Irritabilidade.

– Preocupação excessiva quanto ao papel de mãe e até achar que a maternidade nunca será prazerosa.

– Ansiedade.

– Fadiga.

– Insônia (mesmo quando o bebê está dormindo).

– Tristeza por motivos aparentemente “bobos”.

– Mudanças de humor.

– Dificuldade de concentração.

Isso tudo vai melhorar . Em cerca de 2 a 3 semanas tudo começa a se estabilizar e você já irá se sentir renovada e mais feliz .

O quadro de depressão pós-parto é diferente do Baby Blues : mais intenso e progressivo , necessita de acompanhamento médico .

O que eu faço ?

Cuide -se e peça ajuda sempre que precisar . Não tente ser autossuficiente e perfeita . Você também precisa de carinho e atenção .

Para os pais e avós :

É natural a mãe se sentir sobrecarregada, exausta e insegura com algo que é totalmente novo. Seja paciente e esteja disposto a ouvi-la. Deixe-a chorar à vontade. Ajude-a a estabelecer limites para atividades e até para visitas. Atenda o telefone, faça comida e deixe que ela descanse bastante.

Acima de tudo, demonstre seu apoio incondicional nesta fase. Isso fará uma enorme diferença.

Autor: Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: