Pandemia eleva casos de colesterol alto em crianças

Quem pensa que somente os obesos evoluem com altos níveis de gordura no sangue está bem enganado . O colesterol elevado atinge quem se alimenta de forma inadequada,  seja magro ou gordinho.

A dislipidemia , ou aumento de gordura no sangue , pode ocorrer por herança genética, a chamada hipercolesterolemia familiar ou por erro de alimentação .

Atualmente, os consensos nacionais e internacionais sugerem que a primeira dosagem de colesterol na infância seja feita em toda a criança entre 9 e 11 anos. Em crianças obesas, com diabetes, assim como naquelas com histórico familiar de doença cardiovascular precoce (antes dos 50 anos), se recomenda que os exames de colesterol sejam feitos a partir dos 2 anos de idade.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia , 20% das crianças e adolescentes entre 2 e 19 anos apresentam níveis elevados de colesterol no sangue.

PANDEMIA X COLESTEROL

Um dos saldos negativos da pandemia foi o ganho de peso. A ansiedade por ter a sua rotina ativa roubada levou a criançada a se alimentar com mais frequência e com menos qualidade. O total desânimo para fazer atividades físicas em casa também ajudou a fazer o ponteiro da balança subir.

O aumento nas taxas de colesterol, glicemia e triglicerídeos se tornou algo comum. Isso é resultado da piora na alimentação neste período de distanciamento social. As famílias diminuíram o consumo de alimentos frescos, como hortaliças, verduras, legumes e frutas, e passaram a abusar dos industrializados. Esta mudança do hábito alimentar reflete de forma negativa na saúde das crianças. As estatísticas mostram que, se nada for feito, teremos muito mais casos de diabetes no futuro.

REDUZIR O COLESTEROL É UM DEVER DOS PAIS

Não há sintomas . Assim como na pressão alta e no diabetes , o aumento do colesterol é uma doença silenciosa . Devagarinho a gordura se deposita no fígado e nas artérias, levado a problemas , antes de adultos, a adolescência. Medicações para controle de diabetes e colesterol se tornaram cada vez mais comuns entre os jovens .

O mais triste é que isso depende somente da mudança de estilo de vida, sem custos elevados, como o aumento da prática de atividade física. A adequação da dieta (pobre em gorduras e rica em fibras) isoladamente , não resolve o controle do peso. O ideal é que seu filho faça atividade física todos os dias por pelo menos 50minutos.

Não dá para ficar dentro de casa cada um com um celular na mão. 

Parece muito, mas pense como o tempo passa rápido quando ele está em uma partida de futebol. Se na sua casa não tem espaço, leve seu filho para andar de bicicleta ou inscreva-o em esportes que ele goste.

Se essas medidas não surtirem efeito, deve ser iniciado o tratamento com remédios. O objetivo é manter o LDL-colesterol, mais perigoso aos vasos, abaixo de 130 mg/dl.

COM PEQUENAS TROCAS VOCÊ PODE OBSERVAR GRANDES MUDANÇAS!

Vejacomo algumas medidas simples podem te ajudar no dia a dia :

1- pão francês por integral

2- óleo por azeite

3- leite integral por desnatado

4 – salgadinhos por castanhas

5- carne vermelha por peixes e frango

6- embutidos ( mortadela , salame , presunto ) por queijo branco nos lanches

7- manteiga por margarina

8- sucos artificiais por suco de uva integral

9-chocolate ao leite por chocolate amargo

10- sal por temperos naturais ( manjericão , orégano , tomilho …)

Autor: Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: