8 alimentos perigosos para crianças

Todos os anos morrem ou ficam com sequelas graves crianças devido ao engasgo. Brinquedos pequenos e alguns alimentos são as principais causas em crianças pequenas. Segundo a Academia Americana de Pediatria, a comida é responsável por metade dos incidentes de asfixia em crianças pequenas.

De acordo com o Datasus, no Brasil, em 2014, foram registrados 108 casos de inalação ou ingestão de alimentos, sendo que 74% deles aconteceram com menores de 4 anos. Destes, metade aconteceu com crianças menores de 1 ano. Isso porque até os 4 anos as crianças ainda não têm o controle da mastigação 100% desenvolvido.

Alimentos representam o maior risco de asfixia para crianças

Doces : As campeãs de engasgos são as balas duras e pirulitos , que, sozinhas, representam quase 25% das ocorrências. Um pequeno pedaço pode ficar alojado na garganta de uma criança e impedir a passagem do ar .

Lembra da bala Soft? Campeã de engasgos !

Espinho de peixe : De acordo com especialistas, além do incômodo de ter algo pontiagudo e sólido atravessado na garganta, os tecidos da garganta podem acabar inflamando. O problema é que um inchaço nessa região, dependendo da intensidade, pode dificultar a respiração e causa asfixia, especialmente no caso de crianças.

Pipoca : Não deve ser dada às crianças menores de 4 anos de idade .São facilmente aspiradas e podem ficar presas na garganta dos mais pequenos.

Uvas e tomates : Alimentos muito lisos e arredondados devem sempre ser cortados ao meio ou em mais partes.

Pedaços de carne e queijo: Os pedaços de queijo e carne são difíceis de mastigar e podem “entalar” na garganta . Por isso sempre use carne macia , picada ou moída .

Manteiga de amendoim : A manteiga de amendoim é um dos alimentos preferidos das crianças americanas, mas são cada vez mais um petisco em todo o mundo. Pode parecer estranho mas este é um dos alimentos mais perigosos para crianças.

Salsicha : o famoso cachorro-quente das festinhas infantis deve ser oferecido em pedaços aos menores de 4 anos . A salsicha deve ser cortada em fatias .

Apesar de não ser um alimento duro, tem uma textura mole que pode ficar presa no céu-da-boca e garganta.

Nozes , amêndoas e amendoim : pequenos e duros , estão presentes em barrinhas de cereais , chocolates e até pães de forma . Só devem ser oferecidos bem triturados .

O que fazer ?

Os sinais mais comuns de engasgamento incluem: tosse ou respiração ruidosa; lábios ou pele azuladas; esforço grande para respirar e eventual perda de consciência. A criança pode também emitir ruídos atípicos ou abrir a boca sem emitir nenhum som, podendo não conseguir chorar ou tossir.

Se a criança ou o bebê estiverem engasgados, porém conseguirem tossir, NÃO MEXA NELES . Retire com a mão apenas objetos ou secreção visíveis. Mantenha a criança em posição confortável para ela. A tosse é, neste caso, a melhor chance de expelir o objeto que causou o engasgo; também significa que há respiração.
Se você interferir, pode causar um deslocamento do objeto e piorar a situação com uma obstrução completa e conseqüente, impedimento a respiração. Portanto, apenas incentive-a a tossir.

Se houver uma obstrução completa, haverá impedimento à entrada e saída de ar, o que impossibilita a criança ou o bebê de emitirem qualquer som vocal e tosse. Neste caso , há duas técnicas para desengasgar uma criança: uma específica para bebês até 1 ano e outra para crianças a partir dessa idade.

A primeira consiste em colocar o bebê de bruços, deitado sobre seu antebraço. O antebraço pode estar apoiado em sua perna ou outra superfície firme. A cabeça do bebê deve estar mais baixa que o corpo. Com a mesma mão, use os dedos médio e indicador para manter a boca dele aberta enquanto com a outra, você dá cinco tapas em suas costas, entre os ombros.

Em seguida, vire o bebê para você, deitado no mesmo apoio, e faça cinco compressões com os dedos médio e indicador no meio do peito, entre os mamilos. Afunde os dedos de dois a três dedos de altura, o que corresponde a cerca de 4 cm. Se ele chorou ou tossiu, significa que desengasgou. Caso contrário, repita o primeiro procedimento.

Na segunda , na criança maior que 1 ano, posicione – se atrás da criança, avisando-a da ajuda e iniciar compressões na boca do estômago . A manobra de Heimlich consiste em apoiar a mão fechada em punho, uma sobre a outra, entre o umbigo e a extremidade inferior do osso do peito da criança e realizar compressões , em trancos, para dentro e para cima, até que a criança consiga expelir o objeto .

Sociedade Brasileira de Pediatria contraindica o consumo de pipoca para crianças

Sabemos que o engasgo pode acontecer em uma fração de segundos e isso é muito perigoso, especialmente, em crianças na abaixo de 4 anos , período este em que elas ainda não conseguem controlar a mastigação e deglutição de alimentos por falta dos dentes molares (dos fundos) que contribuem para a trituração dos alimentos.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) inclui a pipoca na lista dos alimentos de “risco potencial para a aspiração” e que não devem ser oferecidos a crianças menores de quatro anos. O agravante é a casca do milho, que costuma ficar presa nos dentes e até na garganta.

Casos de aspiração da pipoca ou da sua “casquinha” podem ocorrer e evoluir com quadros de asfixia e até pneumonia . O mesmo ocorre com o amendoim!

Ocorre mais em meninos do que em meninas , talvez por possuírem um espírito mais impulsivo e explorador . E os engasgos podem ocorrer durante a alimentação , mas também pela introdução de objetos estranhos ao nosso corpo , como peças de brinquedos , grãos e até pequenos objetos como clips e borrachas.

Sintomas

A tosse pode ser o primeiro indício de engasgo , assim como o aparecimento de chiado súbito no peito em crianças. Falta de ar, lábios e unhas arroxeadas e ronquidão também sugerem este quadro.

Nos casos leves , a criança apresenta a tosse e expele o objeto com facilidade .

Mas no caso de asfixia total, quando a criança não consegue respirar, tossir, esboçar nenhuma reação, som ou ficar arroxeada é importante intervir imediatamente com técnicas adequadas para desengasgá-la , pois na maioria dos casos não há tempo hábil para chegar ao Pronto Atendimento .

A aspiração de parte da pipoca ou outros objetos pode levar a inflamação das vias aéreas e do pulmão . A retirada é realizada através da broncoscopia , procedimento complicado devido ao tamanho das vias aéreas na criança . A pneumonia seria uma complicação comum e potencialmente grave .

O que e como fazer?

• Nunca tente retirar o objeto ou alimento com a mão na boca da criança , a não ser que esteja visível e de acesso fácil. No caso de objetos mais profundos , você poderá empurrar nesta tentativa de retirada e agravar o quadro.

• Bata nas costas da criança e se não houver melhora , faça a manobra de Heimlich:

Imagens extraídas do artigo ” Aspiração de corpo estranho ” da Sociedade Brasileira de Pediatria -2014.

Recomendações

Como evitar que isso aconteça ? Sim , com algumas orientações dá para prevenir :

• não alimente as crianças brincando, correndo. Devem estar sentadas para a refeição;

Um estudo da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, identificou os alimentos que mais provocaram engasgos em crianças de até 14 anos e as campeãs de engasgos são as balas duras e outras guloseimas, que, sozinhas, representam quase 25% das ocorrências.

Pediatras norte-americanos chegaram a fazer campanha para incluir uma advertência nos rótulos das pipocas, semelhante às dos brinquedos com peças pequenas.

• evite brinquedos com peças pequenas , moedas , tampas de caneta ou outros objetos pequenos . Crianças menores de 4 anos e principalmente os bebês sempre levam qualquer objeto para boca ;

• corte os alimentos em pedaços pequenos e acompanhe as refeições , sempre.Alimentos muito lisos e arredondados, como uvas e tomate cereja, devem sempre ser cortados ao meio ou em mais partes.

Fica a dica.