Lactobacilos x imunidade

Certamente você já ouviu falar sobre lactobacilos vivos, porém você sabe o que eles são? Basicamente são um gênero de bactérias benignas ao nosso organismo. Além disso, eles são muito importantes para o bom funcionamento do sistema digestivo.

Esses microorganismos vivos agem na flora intestinal e ajudam na absorção dos nutrientes . Eles melhoram a integridade da parede intestinal e assimilam alguns nutrientes importantes para o organismo, como o cálcio e o ferro.

Alimentos como iogurte, queijo fresco , coalhada e kefir contêm lactobacilos vivos, os mesmos do leite fermentado, mas em quantidades diferentes .

Eles impedem a multiplicação de bactérias nocivas, inibem a produção de toxinas, melhoram a digestão e fortalecem o sistema imunológico. Além disso, eles podem combater as substâncias tóxicas e causadoras do câncer.

Principais alimentos com lactobacilos

Iogurte

Quando o assunto são probióticos, o leite fermentado por bactérias, mais conhecido como iogurte, é um dos alimentos mais lembrados. Ele possui, em geral, dois tipos de lactobacilos vivos: o Lactobacillus bulgarius e o Streptococus thermophilus.

Kefir

Parece um iogurte, mas há diferenças no sabor e na consistência. O kefir pode ser comprado ou feito em casa. Ele é obtido através da mistura dos grãos de kefir (compostos por bactérias e leveduras) com uma bebida, leite ou água .

Leite fermentado

Qual criança resiste ao sabor azedinho de um leite fermentado ? É um leite que sofre fermentação de bactérias –geralmente lactobacilos. Além de conter micro-organismos benéficos para o intestino, o alimento é fonte de proteínas e cálcio, nutrientes presentes no leite. Vale lembrar que o kefir também é um tipo de leite fermentado. 

Lactobacilos são todos iguais?

Não .Os lactobacilos recebem este nome porque vivem no leite , mas há varias espécies de deles : no Yakult temos o L. Casei Shirota , já no Actimel o L.Casei Danone . Ambos são criados em laboratórios e modificados geneticamente para sobreviver a acidez no estômago e viver no intestino do ser humano.

Existem os lactobacilos presentes nas medicações para diarreia ou cólicas , como o Lactobacillus reuteri , Lactobacillus rhamnosus GG (LGG) e o Saccharomyces boulardii . Amplamente utilizados na Pediatria , não possuem efeitos colaterais e auxiliam sim , na imunidade .

O Lactobacillus reuteri , por exemplo , produz a reteurina , uma substância antimicrobiana que mata as bactérias invasoras .

Entretanto , a melhor forma de aumentar as nossas bactérias do “bem” não é recorrer ao uso de medicações ou fórmulas de manipulação , mas sim através dos alimentos .

Somente através de uma dieta rica em frutas e verduras é que os lactobacilos destes alimentos irão se proliferar e colaborar com a nossa saúde .

Fica a dica .

Kefir : uma opção saudável para crianças ?

Kefir são um conjunto de microrganismos variados responsáveis pela fermentação do líquido. Eles podem ser encontrados de 2 tipos : de kefir de água e o de leite. Entre os benefícios comprovados do consumo da bebida, devido à ação probiótica, estão a melhoria da função intestinal, melhorias nas funções digestivas, reequilíbrio da flora intestinal, auxílio ao sistema imunológico .

O kefir pode ser cultivado em casa, bastando adicionar os grãos ao líquido correspondente. Com a fermentação, o resultado é um líquido bastante nutritivo, rico em vitaminas, minerais e aminoácidos.

O que são os grãos de Kefir?

São uma associação principalmente de bactérias ácidoláticas, bactérias acidocéticas e leveduras, envolvidos por polissacarídeos (chamados de kefiran). O conjunto de microrganismo presentes no kefir de leite se alimenta da lactose, que é o açúcar naturalmente presente no leite, resultando em um leite fermentado levemente ácido ou azedo.

Já o kefir de água possui um conjunto microbiótico que se alimenta de carboidratos. Mas, como a água não possui fonte energética para promover a proliferação das bactérias, é preciso que o líquido seja acrescido de outras substâncias, como o açúcar.

Kefir não é iogurte?

Tanto o kefir de leite quanto os iogurtes são produtos lácteos fermentados. A diferença principal é na quantidade de microrganismos de cada produto: enquanto os iogurtes apresentam, geralmente, 3 ou 4 grupos de bactérias, o kefir pode apresentar aproximadamente 35 grupos distintos.

O sabor do kefir e do iogurte são semelhantes .No Brasil e em outros países, somente os iogurtes são produzidos de modo comercial, já o kefir precisa ser produzido de modo caseiro. Por isso, os iogurtes são mais saborosos e apresentam uma maior diversidade de apresentações , mas perdem por conterem aditivos e uma alta concentração de açúcar.

Quanto consumir ?

Em geral, não há uma quantidade correta de consumo do kefir. Claro que todo excesso promoverá efeitos adversos, sobretudo o de alimentos probióticos, que podem ter efeitos intensos no intestino.

Os adeptos do kefir ingerem, em geral, entre 200mL e 500mL por dia, mas isso irá depender de uma série de fatores, como a sua rotina alimentar, o consumo de outros probióticos, o funcionamento do seu intestino e a sua afinidade com o sabor.

Os especialistas recomendam o uso para crianças maiores de 2 anos , devido ao risco elevado de infecções intestinais , pois o produto depende da manipulação caseira .

Quais os benefícios ?

Assim como os iogurtes , as bactérias “boas” do kefir auxiliam na prevenção de infecções intestinais , melhorando a flora microbiota intestinal . Existem estudos evidenciando a melhora do sistema do sistema imunológico , da prisão de ventre e os sintomas da intolerância da lactose .

Os pais devem estar atentos quanto a preparação , pois o kefir pode estragar . Neste caso , todo o produto deve ser descartado . Não pode ser retirada a somente parte escura ou com odor desagradável para aproveitar o restante , pois todo o produto foi comprometido .

Fica a dica .