Lactobacilos x imunidade

Certamente você já ouviu falar sobre lactobacilos vivos, porém você sabe o que eles são? Basicamente são um gênero de bactérias benignas ao nosso organismo. Além disso, eles são muito importantes para o bom funcionamento do sistema digestivo.

Esses microorganismos vivos agem na flora intestinal e ajudam na absorção dos nutrientes . Eles melhoram a integridade da parede intestinal e assimilam alguns nutrientes importantes para o organismo, como o cálcio e o ferro.

Alimentos como iogurte, queijo fresco , coalhada e kefir contêm lactobacilos vivos, os mesmos do leite fermentado, mas em quantidades diferentes .

Eles impedem a multiplicação de bactérias nocivas, inibem a produção de toxinas, melhoram a digestão e fortalecem o sistema imunológico. Além disso, eles podem combater as substâncias tóxicas e causadoras do câncer.

Principais alimentos com lactobacilos

Iogurte

Quando o assunto são probióticos, o leite fermentado por bactérias, mais conhecido como iogurte, é um dos alimentos mais lembrados. Ele possui, em geral, dois tipos de lactobacilos vivos: o Lactobacillus bulgarius e o Streptococus thermophilus.

Kefir

Parece um iogurte, mas há diferenças no sabor e na consistência. O kefir pode ser comprado ou feito em casa. Ele é obtido através da mistura dos grãos de kefir (compostos por bactérias e leveduras) com uma bebida, leite ou água .

Leite fermentado

Qual criança resiste ao sabor azedinho de um leite fermentado ? É um leite que sofre fermentação de bactérias –geralmente lactobacilos. Além de conter micro-organismos benéficos para o intestino, o alimento é fonte de proteínas e cálcio, nutrientes presentes no leite. Vale lembrar que o kefir também é um tipo de leite fermentado. 

Lactobacilos são todos iguais?

Não .Os lactobacilos recebem este nome porque vivem no leite , mas há varias espécies de deles : no Yakult temos o L. Casei Shirota , já no Actimel o L.Casei Danone . Ambos são criados em laboratórios e modificados geneticamente para sobreviver a acidez no estômago e viver no intestino do ser humano.

Existem os lactobacilos presentes nas medicações para diarreia ou cólicas , como o Lactobacillus reuteri , Lactobacillus rhamnosus GG (LGG) e o Saccharomyces boulardii . Amplamente utilizados na Pediatria , não possuem efeitos colaterais e auxiliam sim , na imunidade .

O Lactobacillus reuteri , por exemplo , produz a reteurina , uma substância antimicrobiana que mata as bactérias invasoras .

Entretanto , a melhor forma de aumentar as nossas bactérias do “bem” não é recorrer ao uso de medicações ou fórmulas de manipulação , mas sim através dos alimentos .

Somente através de uma dieta rica em frutas e verduras é que os lactobacilos destes alimentos irão se proliferar e colaborar com a nossa saúde .

Fica a dica .

Leite fermentado : uma arma poderosa para imunidade do seu filho

Quem nunca ouviu falar que leite fermentado ( sim aquele que começa Ya e termina com kult😬) faz bem para saúde ? Isso porque esse tipo de bebida contém lactobacilos , que são benéficos ao nosso organismo .

Os leites fermentados são alimentos a base de lactobacilos vivos , o que também acontece em alguns tipos de queijos e iogurtes . Essas bactérias não provocam doença no ser humano e trazem uma série de benefícios ao nosso corpo . São os chamados probióticos.

Existem diversos estudos que comprovam a eficácia dos probióticos na regulação do sistema de defesa , reduzindo o número de infecções respiratórias e auxiliando até na cólica em bebês .

Meu filho já pode tomar?

Até os 6 meses de vida o bebê deve receber exclusivamente o leite materno . O próprio leite tem uma série de benefícios e também contém pré e probióticos . Após esta fase , o uso de iogurtes pode ser feito, mas com atenção a concentração de açúcar do produto !

O mesmo vale para o leite fermentado : existem marcas sem açúcar . Vale iniciar para criança acima de 1 aninho .Pode ser incluído de 1 a 2 vezes na semana e ser intercalado com produtos como kefir ( de leite ) .

Lactobacilos são todos iguais?

Os lactobacilos recebem este nome porque vivem no leite , mas há varias espécies de deles : no Yakult temos o L. Casei Shirota , já no Actimel o L.Casei Danone . Ambos são criados em laboratórios e modificados geneticamente para sobreviver a acidez no estômago e viver no intestino do ser humano.

Por que fazem bem à saúde ?

Uma vez no intestino, as bactérias se reproduzem com grande rapidez e ainda criam um ambiente propício para que outras bactérias benignas possam se estabelecer ali. Como se não bastasse, eles produzem um muco que protege as vilosidades (pequenas dobraduras) intestinais e também sintetizam parte das vitaminas do complexo B , por exemplo.

A vantagem do leite fermentado é que eles usam organismos geneticamente selecionados, que comprovadamente chegam vivos ao intestino em quase 100%, enquanto os lactobacilos do iogurte sobrevivem em escala bem menor

Benefícios

• Restabelecem o equilíbrio da microbiota do intestino;

• Melhoram o intestino “preso”

• Melhoram a digestão, por ajudarem na produção de enzimas proteolíticas e lipolíticas;

• Recuperam a integridade da parede do intestino, no caso de doenças inflamatórias intestinais, como a volume;

• Têm efeito anticancerígeno;

• Reduzem surtos de viroses com diarréia;

• Aumentam a imunidade;

• Melhoram a alergia alimentar.

Mas atenção !

Para que os probióticos se estabeleçam , é necessário ter uma dieta rica em fibras e evitar ao máximo o consumo de antibióticos.

A cada vez que você toma um antibiótico, milhares de bactérias benéficas morrem junto , por isso é comum a diarréia ao tomar certos tipos de medicação .

Sintomas da falta ou diminuição dos lactobacilos

Quando temos uma flora intestinal desequilibrada , passamos a ter uma série de sinais :

• Sensação de barriga estufada

• Gases e cólicas

• Constipação ou episódios de diarréia intermitente

• Candidíase de repetição

• Intolerância à lactose

• Resfriados , viroses de repetição

• Fadiga crônica

• Má absorção de vitaminas e minerais

Por isso é fundamental para a nossa saúde uma microbiota intestinal saudável .Vários estudos estão sendo realizados nesta questão , que apontam para a prevenção em quadros de alergias alimentares , diminuição de crises e frequência de asma e até do câncer .

Fica a dica.