Receitas de papinhas laxativas

Muitas mães ficam completamente perdidas quando precisam preparar receitas de papinhas para soltar o intestino dos bebês.

Lembre-se de usar a sua criatividade , pois a papinha está muito além da banana amassada ou da maçã raspadinha ! Use e abuse de texturas , sabores e combinações de frutas ou legumes . Use a internet ao seu favor : ao invés de pesquisar sobre doenças raras no Google , faça uma boa busca de receitas e incremente o cardápio do bebê .

Papinha de fruta

Abacate com banana nanica

2 Colheres de sopa de abacate

½ Banana nanica pequena

1 Colher de sobremesa de farinha de linhaça

Modo de preparo

Amasse as duas frutinhas com um garfo e misture com a farinha. Sirva em seguida.

Papinha de ameixa com mamão e aveia

5 ameixas pretas sem caroço

1 fatia fina de mamão papaia

2 colheres de chá de farinha de aveia

Modo de preparo

Cozinhe por 10 minutos as ameixas

Amasse bem o mamão, depois que as ameixas estiverem bem molinhas amasse-as e misture-as ao mamão.

Acrescente as 2 colheres de aveia e mexa tudo.

Papinha de damasco com laranja

4 damascos secos

1/2 laranja lima

Modo de fazer

Retire as sementes da laranja junte com o damasco e bata no mixer com o máximo de bagaço que conseguir, até obter um creme. Sirva sem coar.

Ameixa com laranja lima e pera

5 ameixas secas sem caroço

½ pera

1 laranja lima

Modo de preparo

Cozinhe as ameixas por 10 minutos, ou até engrossar o caldo. Junte a pera raspadinha, não precisa ser ½ pera, pode ser menos, apenas pra que sejam aproveitadas as fibras. Retire as sementes da laranja lima e esprema em cima, até chegar à uma consistência não muito mole.

Papinha de pêssego e banana

Ingredientes:

• 1/4 de pêssego

• 1/2 banana prata

Modo de preparo:

Bata o pêssego no mixer e depois junte-o com a banana amassada, amasse tudo com o garfo até que as duas frutas fiquem bem misturadas.

Papinha salgada

Abóbora com espinafre e carne

1 colher de sobremesa de óleo vegetal

1 colher de chá de cebola picadinha

2 colheres de sopa de carne moída

2 colheres de sopa de abóbora cortada em cubos pequenos

2 colheres de sopa de espinafre picadinho.

Modo de preparo

Aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente a abóbora e cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte o espinafre e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

Papinha de frango, cenoura, arroz integral e espinafre

1 colher de chá de óleo vegetal

1 colher de chá de cebola picada

1 colher de sopa de Arroz Integral, cru lavado

2 colheres de sopa de frango cortado em cubos pequenos

½ cenoura pequena picada em cubos

2 colheres de sopa de espinafre picado

Modo de preparo

Refogue a cebola, junte o frango, espere dourar um pouco. Em seguida acrescente o arroz integral e a cenoura. Cubra com água e cozinhe até que os ingredientes estejam todos macios. Junte o espinafre e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com garfo e sirva.

Papinha de carne, vagem, alface e arroz integral

1 colher de chá de óleo vegetal

1 colher de sopa de arroz integral cru lavado

2 colheres de sopa de carne moída

2 vagens picadas

2 folhas de alface picadas, com os talos

1 colher de sobremesa de cebola picada em cubos

Refogue a cebola no óleo , junte a carne, misture por alguns segundos e acrescente a vagem e o arroz integral. Depois que estiver tudo bem molinho, junte o alface e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com o garfo e sirva.

Papinha de carne, cenoura e ervilha

1 colher de chá de óleo vegetal

1 colher de sobremesa de cebola picada

2 colheres de sopa de carne moída

1 colher de sopa de ervilhas

½ cenoura pequena, picada em cubos pequenos

Modo de preparo

Aqueça o óleo, refogue a cebola, junte a carne moída e a cenoura. Acrescente a ervilha e deixe cozinhar até que todos fiquem bem macios. Amasse com o garfo e sirva.

Água e muita água

A água é essencial para o bom funcionamento do intestino e combate à prisão de ventre. Deixar um copinho anti vazamento (para não molhar toda a casa) sempre ao alcance do bebê e sempre oferecer líquidos é fundamental para que o bebê esteja sempre hidratado e seu organizamos em pleno funcionamento.

Laxantes utilizados na Pediatria

O normal é evacuar uma vez a cada dois dias ou até duas vezes por dia. Se o seu filho costuma ter uma frequência muito mais espaçada do que isso, fique alerta : o intestino dele não está funcionando muito bem.

Tem criança que vai no banheiro toda hora – por isso a mãe refere que a criança tem um bom hábito intestinal – mas que sofre ao evacuar .Dor ou esforço para eliminar a o cocô com a consistência dura, tipo bolinha ou muito grossas, que chegam a entupir o vaso , São queixas comuns em crianças com o intestino “preso”.

Em enquete realizada no site CRESCER, 68% dos leitores afirmaram que os filhos sofrem sempre com o intestino preso e 27% apresentam problemas esporadicamente. Apenas 5% disseram que as crianças nunca têm dificuldades para fazer cocô.

E quando a dieta não resolve ? Quais são os laxantes mais comuns ?

Eu prescrevo laxante muito eventualmente . Após o surgimento de medicações a base de fibras , isso praticamente foi abolido do meu receituário. As novas formulações , como xarope ( Tamarine kids fibras ) ou gomas , são fáceis de administrar e não possuem contraindicação.

Isso porque 90% das crianças que apresentam intestino preso têm o que é chamado de constipação intestinal funcional. Nesses casos, as causas costumam ser biológicas, como alimentação pobre em fibras ou alterações na velocidade do funcionamento do intestino, que pode se mover com mais lentidão.

A inclusão de fibras e de uma quantidade maior de água na dieta costuma resolver a maior parte das situações.

Laxantes

Os laxantes mais utilizados na Pediatria são:

Minilax

Minilax® (sorbitol + laurilsulfato de sódio) promove a fluidificação ou amolecimento do material fecal, o que causa distensão da parede intestinal, estímulo para a contração da musculatura e evacuação. O tempo para o início da ação varia de 5 a 40 minutos.

Apresentação :

Embalagens com 7 bisnagas de 6,5 g.

Uso retal.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 dias de vida.

Peg-Lax

Peg-Lax é um laxativo do tipo osmótico não irritante. Promove o amolecimento das fezes e o aumento da frequência da evacuação, pela sua capacidade de reter água no interior do intestino.

Apresentação :

Pó para solução oral

Embalagens com 2, 7 ou 14 envelopes com 17,5 g cada.

Sabor limão.

Uso oral.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos.

 Lactulona

A ação esperada da Lactulona® é a de restabelecer a função regular do intestino, pois intensifica o acúmulo de água no bolo fecal. Os primeiros efeitos serão obtidos após a sua utilização por alguns dias seguidos (até quatro dias).

Apresentação :

Frasco de plástico com 120 ml de xarope na concentração de 667 mg de lactulose por mL, nos sabores ameixa ou salada de frutas

Embalagem com 10 sachês ou 15 ml de xarope.

Uso oral. 

Uso adulto e pediátrico ( acima 1 ano).

E o supositório de glicerina ?

A glicerina é um laxante hiperosmótico, ou seja, aumenta a quantidade de água no interior do intestino. Esse aumento de fluido estimula os movimentos intestinais e a saída das fezes. A glicerina também lubrifica e amolece as fezes endurecidas e não causa danos à flora intestinal.

Mas toda medicação deve ser sempre orientada e prescrita por um médico ! O objetivo do post é informar e não incentivar a automedicação .

Fica a dica .