Sinusite de novo ?

Sinusite é uma inflamação da pele que envolve os seios da face ( cavidades ósseas localizadas ao redor do nariz, das maçãs do rosto e dos olhos) . Pode ser frontal (na testa), maxilar (maçãs do rosto), etmoidal (entre o globo ocular e o nariz), esfenoidal (lateral ou no vértice da cabeça) ou pansinusite, que compromete todas as cavidades.

Nas crianças, a tosse é o sintoma preponderante. Em geral, ocorre com intensidade à noite e fica mais discreta ao longo do dia. Quadros de febre, dores musculares, coriza, obstrução nasal e perda de apetite também caracterizam o problema.

Já a dor de cabeça, apesar de ser um sinal marcante em adultos, é raro na infância. O principal motivo é o fato de os seios da face ainda estarem em desenvolvimento.

Causas

Uma das principais causas é a gripe comum, que baixa a guarda do organismo e abre caminho para bactérias. Já ambientes com ar-condicionado ou clima muito seco ajudam a disseminar fungos que se alojam nos seios da face.

Outro agravante são os ambientes com excesso de pó. A poeira provoca alergias, o que causa inchaços no nariz e favorece o acúmulo de secreções.

É considerado normal até 5 episódios de sinusite no ano para crianças menores de 5 anos. A baixa imunidade decorrente da imaturidade do sistema imunológico e o encurtamento das vias respiratórias aliado a entrada da criança em creches e escolas são responsáveis por este número tão alto de infecções no ano.

Entretanto , quando o quadro se torna persistente , deve-se realizar uma investigação. Algumas doenças podem estar associadas a uma maior incidência de sinusite : hipertrofia de adenoide, rinite , desvio de septo são as causas mais comuns . Alergia ao leite de vaca e refluxo gastroesofágico podem levar a sinusite , mas com menor frequência .

Tratamento

A sinusite viral é tratada como uma gripe, com analgésicos e descongestionantes que controlam os sintomas. Assim como outras infecções virais, a tendência é melhorar em até dez dias. Já as bacterianas requerem antibióticos receitados pelo pediatra. O mesmo tipo de remédio é indicado em casos crônicos, tratamento muitas vezes complementado com descongestionantes, expectorantes e corticoides tópicos.

O raio x de seios da face só tem relevância para crianças maiores de 7 anos . É a partir desta idade que todos seios , inclusive os frontais , estarão formados .

Xô sinusite !

• Evitar o ar-condicionado e utilizar o umidificador no período com baixa umidade ;

• A água tem papel decisivo quando o assunto é sinusite, pois umidifica e diliui as secreções. As lavagens nasais também são essenciais na retirada da secreção e das bactérias , além de proporcionar alívio da congestão nasal ;

Usar lavagem nasal com xilitol reduz em até 40% os novos quadros de sinusite .

• Tratamento das gripes e resfriados para reduzir e facilitar a saída de secreções – uma gripe prolongada favorece a infecção (

• Uso de lisado bacteriano e tratamento de hipertrofia de adenoide e rinite evitam os quadros de repetição ;

• A vacina da gripe pode ser uma medida eficaz para pessoas que estão no grupo de risco (como portadores de doenças crônicas e crianças pequenas;

• Livre-se dos ácaros : Mantenha os ambientes arejados e limpos e remova cortinas com muitos detalhes, tapetes e ursos de pelúcia. Use capa antialérgica no colchão, cortina fina ou blackout e edredom ao invés de cobertor;

• Faça o tratamento completo : se parar o antibiótico antes da hora , a sinusite pode voltar .

Lavagem nasal com açúcar previne infecções de ouvido e sinusite

O uso de antibiótico faz mal à saúde . Por isso o Ministério da Saúde proíbe a sua venda sem a receita médica . Este tipo de remédio mata o microorganismo responsável pela infecção , mas também extermina grande parte do nosso microbioma .

O microbioma é composto por milhões de bactérias benéficas à nossa saúde e fazem parte do nosso sistema imunológico . Se usamos antibióticos com frequência , essa primeira linha de defesa morre e o número de infecções aumenta .

Como romper esse ciclo ?

Crianças com infecções de repetição , como otites ou sinusites , devem realizar uma boa investigação com um especialista para prevenção de novos episódios e evitar ao máximo o uso de medicação por conta própria .

Problemas de aumento das adenóides , desvio de septo , rinites são as causas mais comuns de infecções de repetição das vias respiratórias.

Foque na lavagem nasal !

A lavagem nasal é uma forma de prevenção de infecções das vias aéreas superiores muito eficaz e sem efeitos colaterais . Feita através do uso de soro fisiológico nas narinas , auxilia na retirada dos microorganismos e na higienização do muco das vias aéreas . Pode ser feita em qualquer idade e não possui contraindicação.

No último Congresso Brasileiro de Pediatria , o uso do xilitol foi divulgado como uma nova arma para “turbinar” a eficácia da lavagem nasal . Atuando de forma preventiva , ele inibe o crescimento de bactérias e evita que elas se instalem no nariz e na tuba auditiva . Não possui efeitos colaterais e pode ser usado até em recém-nascidos e diabéticos .

Estudos demonstram uma redução de 40% de otites e sinusites !

O que é xilitol ?

O xilitol é um açúcar , natural e não precisa de insulina para ser metabolizado , ou seja , pode ser usado por diabéticos . Muito utilizado na prevenção de cáries , agora está sendo introduzido na lavagem nasal para proteger as vias aéreas de bactérias agressivas .

Para prevenção ele deve ser utilizado diariamente , com aplicação de meio a um conta gotas em cada narina , de 1 a 2 vezes ao dia . Pode ser usado em crianças maiores de 2 anos até adultos .

A única apresentação comercial é o rinosoro XT. Não se recomenda a diluição caseira de xilitol no soro fisiológico.

E na inalação , pode fazer ?

Não. A indicação é usar o xilitol somente para lavagem nasal .